Arquivo da categoria: Notícias

EM ÉPOCA DE NATAL, PREVALECEU O “BOM VELHINHO PTVALENTINE”

Foi disputado na última quinta-feira no Hipódromo do Cristal o Clássico Hiper Gênio, para produtos de três anos e mais idade, na distância de 1.100 metros em pista de areia.

Apenas quatro competidores alinharam em busca da glória, todavia o campo reduzido não prejudicou o espetáculo. Em pista a disputa foi acirrada, e o final foi de arrepiar. Camarin largou o botou o pé na estrada; Ptvalentine, sacudido desde o pulo de partida por seu piloto, corria em segundo, com Montecristo agarrado a ele na terceira posição enquanto Maravilha Selvagem assistia tudo de longe. Ao apontarem pela reta final, Camarin seguia com boa folga na frente e parecia que não seria mais alcançado. Ptvalentine, na altura dos últimos 200 metros ,se livrou de Montecristo e partiu para cima do ponteiro e, contando com uma condução enérgica de Ederval Teixeira, engatou o veloz Camarim na hora do dinheiro. Montecristo e Maravilha Selvagem completaram o placar.

PREVALECEU O “BOM VELHINHO PTVALENTINE”

O ganhador é um M/C – 9 anos – por P.T.Indy e Devil’s Sweetheart (Devil Bag), de criação do Haras Ponta Porá e de propriedade de Eduardo de Souza Houri. Destaque para o excelente estado atlético que o treinador Juarez Goulart Dutra apresentou seu pupilo.

Tempo de 1m06s.

VICTORY IS OURS E JOSIANE GULART FAZEM HISTÓRIA NO HIPÓDROMO DO CRISTAL

A principal prova do meeting gaúcho, obviamente, era o Grande Prêmio Bento Gonçalves (Gr.I), páreo reservado a produtos de três anos e mais idade, na distância de 2.400 metros, com premiação de 100 MIL REAIS ao proprietário do ganhador.

Um grande público aguardava com expectativa a largada para a prova com maior dotação em pista de areia do Brasil. Quando o starter apertou o botão de partida, e as portas estouraram, o público prontamente foi tomado por toda aquela adrenalina que envolve este tipo de competição. Award Winner, que era uma das espadas do mestre D.Guignoni, saiu em ritmo acelerado e se escapou na primeira colocação; Victory Is Ours foi posicionado por sua joqueta na segunda posição; Vendel, Neuchatel e Maisesperto Gais corriam próximos do segundo colocado, enquanto Force To Force, Viento Del Sur, Dash For Money e Gold Seal corriam algo afastados. A carreira só passou a sofrer alterações a partir dos 1.000 metros finais, quando Maisesperto Gais se aproximou do segundo colocado, que ainda era Victory Is Ours, e  Dash For Money começava a se aproximar de Vendel e Neuchatel na luta pelo terceiro posto.

Poucos metros antes de abordarem a reta final, Victory Is Ours já se apresentava ao lado de Award Winner, e Dash For Money já se juntava a Maisesperto Gais e Neuchatel na luta pela terceira colocação, enquanto os demais já se mostravam fora de combate. A partir daí o que se viu foi um show de Victory Is Ours e da menina de ouro Josiane Gulart, que juntos entraram para a história do turfe gaúcho, haja vista ser ela a primeira joqueta a conquistar esta prova em 105 anos de história.  Dash For Money, em atuação luxuosa,escoltou o ganhador. Maisesperto Gais, Award Winner e Neuchatel também participaram ativamente do páreo e nesta ordem completaram o placar remunerado. Depois, Force To Force, Viento Del Sur,  Vendel e Gold Seal.

 

VICTOR IS OURS E JOSIANE GOULART FAZEM HISTÓRIA

O ganhador é um M/C – 4 anos RS – por Northern Afleet e Nouvelle Cuisine (Broad Rush), de criação do Stud TNT/Haras Vale Verde, que são também seus proprietários. Esta foi a 10ª vitória desta máquina chamada Victory Is Ours.

Tempo: 2min30s para os 2.400 metros.

HIJO LEJANO: UM VELOCISTA DIFERENCIADO

O Grande Prêmio Associação Brasileira dos Criadores e Proprietários do Cavalo de Corrida – Listed, era tido para alguns como a prova de fogo para o castanho Hijo Lejano, e para aqueles que ainda duvidavam do potencial desta máquina, a resposta veio em apenas 1m10s70 . Acreditem, este foi tempo empregado pelo filho de Chocolate Chip nos 1.200 metros do hipódromo do Cristal.

Eleito favorito pelo público apostador, Hijo Lejano precisou apenas esperar a autorização de partida para confirmar que se trata de um cavalo de qualidades diferenciadas. Conduzido com tranqüilidade pela fera Valdinei Gil, o defensor das cores dos senhores Flavio Meirelles e Cláudio Marques, largou e abandonou seus adversários, cruzando o espelho com larga margem de vantagem sobre o sempre fiel Ptvalentine. Martelo do Binha e Montecristo chegaram empatados na terceira colocação. Shake And Bake completou o pódio de premiação.

HIJO LEJANO: UM VELOCISTA DIFERENCIADO

O ganhador é um M/C – 3 anos – RS – por Chocolate Chip e Nhuati (Implausible), de criação do entusiasta José Osvaldo Jardim Filho e de propriedade de Cláudio Marques e Flávio Meirelles. Destaque absoluto para o treinamento perfeito de Neimar Canut.