CIDADE DE PELOTAS REALIZA A FESTA DO GP PRINCESA DO SUL NO PRÓXIMO FINAL DE SEMANA

A maior festa do Turfe do interior do Estado será realizada no próximo final de semana, a 75ª edição do Grande Prêmio Princesa do Sul contará com a participação de muitos proprietários do Hipódromo do Cristal. O festival começa já no sabado com a realização de três provas, com destaque para o G. P. Jockey Club do Rio Grande do Sul, na distância de 1600 metros, já no domingo a prova máxima tem largada prevista para as 15:30hs. Confira abaixo o campo das duas provas acima citadas.

G. P. Jockey Club do Rio Grande do Sul

1.Noteiro2.Unzen

3.River Town

4.Segredo

55-1

54-2

57-3

55-4

5.Honorifique

52-5

6.Victor Rei

54-6

7.Big Halo

56-7

8.Better Way

50-8

 

75º Grande Prêmio Princesa do Sul

1.Sundown Sallon2.Brooklyn

3.Principe dos Mares

4.Jester Quim

5.Ed Mort

6.The Angler

52-1

53-2

60-3

57-4

56-5

52-6

7.Oakfast

54-7

8.Quarto Sentido

56-8

9.Real Estate

57-9

10.Cantabrigensis

58-10

 

JOCKEY CLUBE DO RGS E SUA RESSURREIÇÃO!!!

É notório que o JCRGS vem recuperando seu espaço no cenário Nacional e que a entidade hoje é plenamente administrável. Porém é necessário lembrarmos que tudo isso se deve a um processo de revitalização, e fundamentalmente ao empenho de algumas pessoas. O ressurgimento do turfe gaúcho iniciou-se no ano de 1998, ocasião em que os sócios do clube decidiram dar um basta a uma administração irresponsável e maldosa do então presidente Jair Rodrigues. O nome de consenso na época não poderia ser melhor “LUIZ FERNANDO CIRNE LIMA”, pessoa de alto nível intelectual, ex-Ministro, e ao mesmo tempo um ser humano bondoso e de uma simplicidade impar. O nosso eterno Ministro, nunca deixou de cumprimentar uma pessoa sequer, seja ela sócio, treinador, jóquei, ou cavalariço. Pois bem, passados os dois anos de sua gestão, o drº Cirne Lima tinha a incumbência de escolher o seu substituto para que o mesmo seguisse dando continuidade ao ótimo trabalho iniciado por ele e sua Diretoria. Mais uma vez o nome escolhido foi unanimidade, “FLAVIO OBINO”, homem integro, bem sucedido, educado, e acima de tudo turfista incondicional. Foram mais dois anos terríveis aonde o Presidente e sua Diretoria apenas administravam o clube para que o mesmo não fechasse as portas. Chegado à hora de mais uma eleição, o clube já mantinha uma nova expectativa, e dois nomes de grande relevância estavam anotados para a disputa presidencial. Nas urnas, “FLÁVIO OBINO FILHO” venceu a THOMAZ FLORES DA CUNHA, em uma disputa acirrada, porém respeitosa, haja vista o histórico e o caráter dos dois candidatos. Muitas vezes contestado pelo seu temparemento forte, Obino Filho abaixou a cabeça e trabalhou como um cavalo para salvar uma de suas maiores paixões que sem dúvida alguma é o turfe. Empenhou-se ao extremo, e por muitas vezes abriu mão de compromissos profissionais e familiares em prol da entidade. Seu trabalho foi mais longo que os demais, uma vez que foi reconduzido ao cargo no ano de 2004.

Em 2006 chegou à vez de Obino Filho e sua Diretoria escolher seu sucessor, e novamente a escolha foi acertada, “DEUCLIDES PALMEIRO GUDOLLE”, professor de estatísticas da UFRGS, aposentado do Tribunal de Contas e além de tudo pessoa de caráter e carisma acima da média. Aqueles que tiveram a oportunidade de acompanhar os três anos do seu comando junto ao clube, sabem o quanto esta “grande figura” sofreu, eram muitos negócios alinhavados, mas que pelo tamanho da complexidade nunca eram assinados. Talvez muitos não saibam, mas por inúmeras vezes o Presidente Gudolle teve de tirar dinheiro de sua conta pessoal para pagar contas de luz e água. Poderia aqui ter relatado muitas outras dificuldades enfrentadas pelos Presidentes acima citados, porém, faz-se necessário chegarmos até a figura do atual Presidente Jose Vecchio Filho, e como isto é apenas um resumo e não um livro, vamos logo ao ponto. Filho do ex-Deputado José Vecchio, o popular “JUCA” (que, aliás, de Juca como ele mesmo diz, só o apelido), estudou em escola pública nas proximidades do clube, e por lá conheceu muitas pessoas ligadas ao jockey, sempre muito comunicativo, o rapaz foi aglomerando amizades e se afeiçoando cada vez pelo mundo do turfe. Os anos foram passando e o jovem Vecchio cada vez mais intercalava seu tempo entre os estudos, trabalho e prado. Hoje passados muitos anos, José Vecchio Filho atingiu seu sucesso profissional e tornou-se Presidente daquele clube que de uma certa forma contribuiu para sua formação pessoal. Pois bem, mais uma vez estamos próximos de um processo eleitoral e o trabalho feito pelo atual Presidente e toda sua Diretoria está sendo tão positivo, que seu nome tornou-se uma unanimidade e quase que uma obrigação para que as coisas continuem a acontecer e que nosso Jockey Clube vença mais uma etapa. Parabéns a todos que aqui foram citados, e também a todos aqueles que de uma forma ou de outra contribuíram com os mesmos e ajudaram a salvar nosso Hipódromo.